Cultura

World Press Cartoon descarta polémicas e distingue os melhores nas Caldas da Rainha

O World Press Cartoon 2019 premeia os melhores cartoons publicados, no próximo sábado, nas Caldas da Rainha, numa gala que o cartoonista António acredita que não ficará marcada pela polémica em torno do desenho que irritou Donald Trump.

“Creio que a gala decorrerá com a normalidade com que tem decorrido nos outros anos, até porque não faz qualquer sentido associar o evento ao meu trabalho pessoal, sobretudo quando já expliquei que lhe foi dada uma interpretação completamente diferente do verdadeiro significado”, disse hoje à agência Lusa António Antunes, diretor do World Press Cartoon.

O diretor do maior salão internacional de desenho e caricatura, cuja gala de atribuição de prémio vai decorrer no sábado, nas Caldas da Rainha, viu-se envolvido numa polémica depois de o jornal The New York Times (NYT) ter publicado, no dia 25 de abril, um cartoon com o Presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump a ser guiado por um cão com a cara do primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu.

O desenho gerou críticas de Donald Trump e, posteriormente, do primeiro-ministro israelita, e acabou por ser retirado pelo jornal, que emitiu uma nota editorial a pedir desculpa pela publicação.

Mas a polémica em torno do cartoon que António já esclareceu não ter “qualquer pendor antissemita” poderá ainda “motivar a tomada de algumas medidas”, por parte do autor, que hoje divulgou já ter “pedido explicações sobre a forma como aquele trabalho foi parar ao NYT”.

Cartoon: António Antunes

“Há uma década que não publico para os Estado Unidos”, disse o cartoonista à Lusa, lembrando que nessa altura cessou “o acordo com aquela ‘syndicate‘ [a CartoonArts International, uma plataforma distribuidora de material jornalístico], porque as publicações que fazia através deles” não justificavam a associação.

As medidas a tomar, “depois de apurar o que realmente se passou”, levando à publicação do cartoon sem assinatura e alegadamente sem autorização do autor, vão depender “do aconselhamento jurídico” a que irá recorrer, adiantou António, ciente de que “uma batalha judicial neste caso seria ‘David contra Golias’”.

Até lá António acredita que as reações ao cartoon “não se refletirão” na gala que no sábado premeia os melhores cartoons publicados nos jornais e revistas de todo o mundo.

As obras vencedoras do World Press Cartoon 2019 são originárias do Brasil, Bulgária, Cuba, Espanha, França, México, Portugal e Turquia e serão conhecidas na gala a realizar no Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha (CCC).

A entrega dos prémios será antecedida de um espetáculo de música e humor com os Franceses Elastic e o comediante Pedro Tochas. Os trabalhos premiados estão reunidos numa exposição que será inaugurada nessa mesma noite, com 279 caricaturas, cartoons editoriais e desenhos de humor em que estão representadas 147 publicações de 49 países.

A exposição estará aberta ao público, com entrada livre, entre os dias 04 de maio e 28 de julho.

O WPC realiza-se nas Caldas da Rainha desde 2017.

CartazWEB_EN

0 comments on “World Press Cartoon descarta polémicas e distingue os melhores nas Caldas da Rainha

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s