Mundo

Comissão parlamentar crítica valores pouco ecológicos de retalhistas

Algumas das principais marcas de roupa do Reino Unido não estão a conseguir promover a sustentabilidade ambiental ou proteger os seus trabalhadores, avançou a comissão parlamentar. Entre as empresas, incluem-se a Amazon, JD Sports, Sports Direct e TK Maxx, uma vez que nenhuma conseguiu reduzir a sua pegada de carbono, água e resíduos.

Para além disso, nenhuma usa algodão orgânico ou sustentável e apenas duas, a Sports Direct e a Boohoo, usam materiais reciclados. O relatório provisório do comité de auditoria ambiental destaca negativamente a Amazon UK pela sua falta de envolvimento para a sustentabilidade.

No relatório pode ler-se: “Embora a Amazon e a TK Maxx sejam subsidiárias de corporações internacionais que gerem as suas iniciativas, o comité acredita que isso não as isenta de suas responsabilidades.”

O relatório acrescenta ainda que a  Next, Debenhams, Arcadia Group e Asda Stores estavam “moderadamente envolvidos”, enquanto Asos, Marks & Spencer, Tesco, Primark e Burberry eram os “mais envolvidos” na abordagem de questões de sustentabilidade e salários justos.

Nenhuma das marcas aderiu às iniciativas governamentais para reduzir os níveis de carbono, de desperdício de água e de recursos ou para atribuir salários mais justos (conhecidos como living wage e avaliados pelo governo como o mínimo necessário para manter um estilo de vida “standard“).

Mary Creagh, membro do partido trabalhista disse ao The Guardian: “É chocante ver que um grupo de grandes marcas não está a agir para promover a sustentabilidade ambiental e proteger os seus trabalhadores. É decepcionante que apenas um terço das marcas a quem escrevemos estejam inscritos, é uma importante iniciativa global que trabalha para conseguir um salário digno para todos os trabalhadores do setor de vestuário.”

Creagh acrescenta ainda que tem esperança que o relatório motive estas marcas a assumir a responsabilidade pelos seus trabalhadores e pelo seu impacto ambiental. O relatório concluiu que o modelo de negócio do mercado de vestuário no Reino Unido é insustentável e a na versão final, publicada durante as próximas semanas, deverá incluir recomendações dos governo para efetuar as mudanças necessárias.

0 comments on “Comissão parlamentar crítica valores pouco ecológicos de retalhistas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s