Mundo

MeToo: hummus e movimento social?

É o problema que a fundadora da linha de alimentos vegetarianos chamada “MeToo!” está a enfrentar desde que a hashtag com o mesmo nome se tornou viral na Internet em 2017. Neste momento, já está a procurar outro nome o substituir.

A “MeToo!” é uma empresa britânica especializada em produtos do Médio Oriente como homus e falafel. Contudo, tem perdido um número considerável de clientes desde que a hashtag contra o assedio sexual com o mesmo nome começou a ser utilizada, em 2017.

“Temos 90% de certeza de que o nosso nome não é algo que alguém queira colocar na prateleira”, afirmou a fundadora da marca, Ramona Hazan, ao The Guardian.

Segundo Hazan, no início até pensou em a usar “como uma ferramenta de marketing” por serem uma empresa feminina – “’MeToo! para #MeToo” – mas por ser um movimento que mostra o sofrimento de várias pessoas, não tinha como intenção tirar proveito da situação.

Mais de um ano desde o início da hashatag e devido ao poder que ela ainda carrega, Ramona afirma que é hora de mudar o nome da empresa para algo “um pouco mais simples”, porém o novo nome ainda não foi decidido.

O nome atual da marca teria surgido de uma lembrança de quando a fundadora era criança e tentava incluir-se em brincadeiras de família junto com os dois irmão mais velhos, gritando para eles “Eu também!”.

0 comments on “MeToo: hummus e movimento social?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s