Cinema Fora de Cartaz

Fora de Cartaz: “Titanic” (1953)

Numa cena de carácter quase documental, assiste-se ao desmoronamento de um glaciar e a formação de um enorme iceberg que fica à deriva no mar. Esta abertura faria pouco sentido, não fosse do filme “Titanic”. A trágica viagem inaugural do famoso navio já foi o mote para inúmeros filmes, desde o primeiro, rodado menos de um mês após o afundamento, até a mais conhecida versão, a de 1997, do realizador James Cameron.

A história centra-se no infeliz casal Sturges que, em crise conjugal e à bordo do navio, afasta-se progressivamente e briga pela guarda dos filhos. Nos papéis principais estão os veteranos Clifton Webb e Barbara Stanwyck, com atuações sólidas e maduras. À narrativa principal somam-se outras, como a de dois jovens que se apaixonam durante a viagem e a de um padre alcoólico, afastado por Roma.

Curiosamente, muito antes do choque contra o iceberg, o que predomina é um ambiente de tragédia pessoal prenunciada na qual o naufrágio apresenta-se apenas como o fator decisivo do momento em que as personagens se apercebem de que o tempo para a redenção já passou e que nada poderá mudar os seus destinos.

Se por um lado alguns cenários do interior do navio deixam a desejar, assim como alguns pormenores de iluminação, a fotografia de algumas cenas é de grande beleza. O filme de 1953 foi a primeira, das duas adaptações, do naufrágio realizadas pelos estúdios Fox e é possível identificar algumas falas que foram “emprestadas” por Cameron para a versão de 1997.

Em termos de precisão histórica, o filme apresenta falhas, porém, como narrativa, está muito bem conseguido, tanto que foi o vencedor do prémio de Melhor Argumento Original, na edição de 1954 dos Óscares.

Ao longo de mais de um século, o cinema tem desempenhado um importante papel em imortalizar a história do Titanic no imaginário e na cultura popular. Com o filme de 1953 não é diferente. História e cinema fundem-se ao ter sido aproveitada para a estreia o 41º aniversário do naufrágio.

O filme é um marco indispensável para aqueles que são fascinados por tudo aquilo que envolve o nome Titanic, encontrando-se disponível em algumas plataformas online, mas também em DVD e Blu-ray.

 

Filmes que continuam relevantes mesmo que há
muito tempo já fora de cartaz.

0 comments on “Fora de Cartaz: “Titanic” (1953)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s