Vídeos

Pais e Género: como moldar o futuro

“As meninas podem ser fortes e os meninos podem ser fortes; as meninas podem ser sensíveis e os meninos podem ser sensíveis”, declara Whit Honea, co-fundador do Dads 4 Change num episódio de “Home School”. A parentalidade e o seu papel para combater estereótipos de género foram o foco do novo episódio da série animado do The Atlantic.

Whit Honea afirma que é importante entender que o que as crianças vêm a mãe, o pai e a sociedade fazer molda a maneira como eles vêm o papel do género na sociedade. “Só porque [as crianças] não vêm com mais expressão algumas coisas [como homossexualidade, mulheres em cargos de maior poder, homens domésticos] não quer dizer que sejam menos reais – elas existem”. Enquanto pais é sua função despertá-los para estas realidades.

“Se as meninas gostam de coelhos, então falem de coelhos com elas. Mas se elas gostam de ciência, falem de ciência; o mesmo com os meninos.” [Estas noções] não devem ser impostas por nós”, acrescentou.

Whit Honea é um dos 3 fundadores da Dads 4Change, cujo lema para tornar o mundo num sítio melhor passa pela empatia, educação, meio ambiente e igualdade.

0 comments on “Pais e Género: como moldar o futuro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s